Cadastre-se Tabela Shoptrans
Principal / Notícias / Honeywell anuncia Turbos Garret de geometria variável de terceira geração no Brasil 02/04/2014 Honeywell anuncia Turbos Garret de geometria variável de terceira geração no Brasil  

 

A Honeywell Transportation Systems anuncia que produzirá no Brasil turbos com a tecnologia de geometria variável de terceira geração para motores de veículos comerciais leves, como pick-ups e vans equipadas com motor a diesel. 

A nova linha de produção, com capacidade inicial de 70 mil unidades, será instalada na fábrica de Guarulhos, SP, onde a empresa produz turbos para motores a diesel de veículos comerciais e máquinas agrícolas. Atualmente, a capacidade instalada da fábrica é de 300 mil turbos/ano.

Para o lançamento da nova linha de turbos de geometria variável, a fábrica de Guarulhos passará por um processo de modernização, com reformulação das atuais linhas de produção e instalação de modernos equipamentos.

O diretor-geral da Honeywell Transportation Systems, José Rubens Vicari, informou que a nova linha de turbos está integrada ao programa de nacionalização dos veículos e contará com forte participação de fornecedores locais, produtores de carcaças, turbinas, rotores e outras peças em alumínio e ferro, o que também contribuirá para o aprimoramento da cadeia produtiva brasileira.

Vicari acrescentou que a nova linha de turbos Garrett de geometria variável vai atender a um amplo mercado, tanto no Brasil quanto em toda a América do Sul. Além das picapes e vans, os novos turbos poderão ser aplicados também em caminhões leves, o que representa um mercado com potencial de 200 mil unidades por ano.  "É importante termos ciência de que devemos nos preocupar em investir para ajudar a indústria automobilística brasileira a reforçar a sua posição de liderança também em tecnologias avançadas", ressaltou.

Pioneirismo

Ao anunciar o novo projeto, o executivo esclareceu que, com esse novo programa, a Honeywell Transportation Systems reafirma o seu pioneirismo na produção de turbos no Brasil. "A empresa foi a primeira a instalar fábrica de turbos no País, em 1976, para atender ao processo de substituição dos motores a gasolina dos caminhões por propulsores a diesel por ocasião da primeira crise internacional do petróleo.

Também lembrou que ao longo de sua atuação no Brasil, forneceu o turbo Garrett T2, em 1994, para o Uno Turbo, primeiro automóvel brasileiro com esse equipamento. Em 2000, lançou o turbo GT 12, para os motores do Gol Turbo e da Parati Turbo, que se transformaram no 1.0L mais potente do mundo, com 112 cv.

Vicari acentuou que a Honeywell Transportation Systems foi, igualmente, a primeira a lançar o turbo de geometria variável no Brasil para a pick-up Ford Ranger 2.8 e, em seguida, para o motor de uma das versões do caminhão leve Mercedes-Benz Accelo.

Vantagens da geometria variável

A tecnologia de geometria variável tem, como principal recurso, a alimentação do motor por intermédio de injetores móveis que acentuam a velocidade com que os gases de escape acionam o rotor da turbina.

A família a ser produzida será de última geração, pioneira com atuador eletrônico, que proporciona controle preciso da pressão de sobrealimentação, melhorando a aceleração do veículo, a economia de combustível e a redução das emissões de gases poluentes.

Em baixas rotações, os injetores permanecem mais fechados, reduzindo o espaço de passagem, o que aumenta da velocidade dos gases. Com a maior velocidade dos gases, o rotor da turbina gira mais rápido, aumentando a pressão de sobrealimentação e o torque do motor.

Nas altas rotações, quando a vazão é maior, os injetores ficam mais abertos, limitando a velocidade dos gases e melhorando, também, a pressão de sobrealimentação e o nível de potência de motor.

A tecnologia do turbo de geometria variável proporciona torque elevado, melhora o comportamento dinâmico, a dirigibilidade, a performance do veículo e o consumo de combustível. Adicionalmente, dinamiza a recirculação dos gases de escape/EGR, contribuindo para redução da emissão de NOx (óxidos de nitrogênio) e CO2 (dióxido de carbono).

 Origem da geometria variável

O turbo de geometria variável foi criado nos laboratórios da Honeywell com o objetivo de oferecer às fábricas de veículos motores mais eficientes em desempenho, consumo de combustível e redução de emissões, além de melhor padrão de dirigibilidade.

Proporciona alimentação de forma adequada em todas as faixas de rotação, funcionando como se o motor contasse com várias turbinas, de acordo com a força necessária. Com o turbo de geometria variável o motor responde mais rapidamente nas mais diferentes condições de utilização e a principal vantagem ocorre quando o veículo precisa de força, como em partidas, ultrapassagens ou subidas, principalmente carregado.

É uma tecnologia de turbos lançada em 1995, no motor 1.9L do automóvel Fiat Croma. A segunda geração surgiu em 1998, no BMW Série 1 com aperfeiçoamentos, entre os quais, nova aerodinâmica para as vanes (aletas) e para o  rotor de turbina.

Em sua terceira geração, o turbo de geometria variável é controlado por um atuador eletrônico acionado pela unidade de controle do motor, com respostas mais rápidas e maior precisão no valor da pressão de sobrealimentação e, em determinadas condições, a recirculação dos gases de escape, necessária para a redução de emissões. 

 

 
Busca OK Carregando...
Arquivo de Notícias 2018   20182017201620152014201320122011201020092008 Abril   JaneiroFevereiroMarçoAbrilMaioJunhoJulhoAgostoSetembroOutubroNovembroDezembro OK Carregando...
Categorias ArtigoAUTOPEÇASCaminhõesCombustíveisEconomiaEDITORIALEstradasImplementos RodoviáriosInformativosLOGÍSTICAMercadoMontadoraÔnibusOPINIÃOPORTOSTecnologiaTRÂNSITO
Tamanho da Fonte    
Publicidade Publicidade
Últimas Notícias   21.04 Ônibus Venda para o Peru amplia participação da IVECO BUS na América Latina.   21.04 Mercado Ford lança nos EUA serviço de transporte médico não emergencial com vans.   21.04 Caminhões Volkswagen apoia TB Forte em sua expansão nacional.   21.04 Mercado Helimarte Taxi Aéreo completa 19 anos com 50 mil voos realizados no Brasil.   21.04 Caminhões Rio Grande do Sul aprova projeto de lei que combate o roubo de cargas. Ver Mais Mais Lidas 1 Exame toxicológico para motoristas tem novas regras a partir de hoje. 2 Exame toxicológico para motoristas profissionais: A partir de hoje é obrigatório informar o Ministério do Trabalho. 3 Petrobrás anuncia nova redução nos preços dos combustíveis a partir de amanhã (25). 4 Honeywell anuncia Turbos Garret de geometria variável de terceira geração no Brasil 5 Transporte de produtos perigosos: Novas regras entram em vigor esse mês e sofreram alterações em relação a original. Publicidade Publicidade Publicidade Publicidade
ClassificadosCaminhõesImplementos RodoviáriosLINSHALM BAÚS ZEROLogística Caminhões / Cavalo Mecânico VW 19370 Constellation 4x2 Cabine Leito R$ 65.000,00 Caminhões / Cavalo Mecânico IVECO STRALIS SHD 420 MUITO NOVO R$ 98.000,00 Caminhões / Toco VW 8150 R$ 85.000,00 Logística REBOCADOR INDUSTRIAL ELÉTRICO OPERADOR EM PÉ CAPACIDADE 6 TON R$ 34.500,00 Implementos Rodoviários / CARROCERIA ABERTA SOBRE-CHASSI CARROCERIA MISTA SOBRE CHASSI - FERRO E ALUMÍNIO R$ 1,00 LINSHALM BAÚS ZERO BAÚ ALUMÍNIO ESTRUTURADO R$ 1,00
Newsletter Receba notícias e ofertas por e-mail
  NotíciasArtigoAUTOPEÇASCaminhõesCombustíveisEconomiaEDITORIALEstradasImplementos RodoviáriosInformativosLOGÍSTICAMercadoMontadoraÔnibusOPINIÃOPORTOSTecnologiaTRÂNSITO   TV ShopTransCaminhõesInformativosNovidadesTRÂNSITO   EntretenimentoDicas   ClassificadosCaminhõesImplementos RodoviáriosLINSHALM BAÚS ZEROLogística   Anuncie Tabela de Valores Cadastre-se Área Restrita Contato (54) 3229-6697 © 2018 Todos os direitos reservados para Shoptrans. Layout e Programação desenvolvidos por DROP.